sexta-feira, 28 de junho de 2013

Técnicos recomendam não mudar projeto das vias marginais



Técnicos recomendam não mudar projeto das vias marginais

Fizeram parte da comissão representantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Secretarias Municipais de Segurança e Ordem e Pública, de Planejamento e Diretoria de Trânsito

A equipe técnica convocada pelo prefeito Elizeu Mattos para analisar o pedido de parte da comunidade do bairro Coral, que solicita alterações no projeto das vias marginais da BR-282, apresentou o relatório dos estudos, na noite desta quarta-feira (26), na Câmara de Vereadores de Lages, com a presença do prefeito. O que se recomenda é a não alteração do projeto original. Fizeram parte da comissão representantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Secretarias Municipais de Segurança e Ordem e Pública, de Planejamento e Diretoria de Trânsito (Diretran).
Para embasar a decisão, a comissão considerou 12 itens, entre os quais a lei 9.503, de 25 de setembro de 1997, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu artigo 26, cujo conteúdo é: “Os usuários das vias terrestres devem: I – abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstáculo para o trânsito de veículos, de pessoas ou de animais, ou ainda causar dano à propriedade pública ou privadas; II – abster-se de obstruir o trânsito ou torná-lo perigoso, atirando, depositando ou abandonando na via objetos ou substâncias, ou nela criando obstáculos”.
Para eles, se for viabilizado o acesso conforme solicitado pelos comerciantes da marginal, quem vem da avenida Duque de Caxias e quiser acessar a BR-282,  sentido a Florianópolis, fica impossibilitado, ou seja, não terá acesso, prejudicando sensivelmente o fluxo dos usuários que desejam “pegar” a rodovia. “O local ficará com dois acessos à marginal em cerca de 400 metros, ou seja, em poucos metros de distância um do outro, no entanto, ficando assim, sem nenhum para quem vem das adjacentes e desejar adentrar à 282”, explicou o secretário de Planejamento, Jorge Raineski.
Ele detalhou ainda que a não existência de um acesso da marginal à BR-282 entre o viaduto da rodovia que transpõe o cruzamento com a Duque de Caxias até a Camões, acarretará num aumento significativo do fluxo de veículos nesta avenida e por certo trará congestionamentos, bem como a necessidade de implantação de novos semáforos.

Novo encontro

O prefeito Elizeu Mattos confirmou que deverá acontecer nos próximos dias um novo encontro, quando os responsáveis pela elaboração do relatório vão debater com os solicitantes da mudança e outras pessoas interessadas no tema. Elizeu revelou que a princípio era favorável à mudança, mas diante do exposto pelos técnicos, reavaliou sua posição. “Vejo que não serão bons os resultados se ocorrem as alterações solicitadas, mas isso não impede que o debate continue e a decisão final seja pela mudança”, enfatizou.
Ele fez questão de ressaltar que o debate sobre o tema é salutar e representa bem como será sua administração: ouvindo as pessoas. “Toda obra que causar impacto de vizinhança será decidida ouvindo as pessoas e baseada em critérios técnicos”, garantiu. Segue, em anexo, o relatório completo da comissão técnica.

Legenda: Elizeu revelou que a princípio era favorável à mudança, mas diante do exposto, reavaliou sua posição (Fotos: Sandro Scheuermann)

Nenhum comentário:

Postar um comentário