quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Prefeitura rompe contrato com empresa que tocava as obras da UPA

A empresa estaria passando por dificuldades e não estava garantindo a celeridade que a administração solicitou ao longo do último ano. A Secretaria de Saúde dará os encaminhamentos legais necessários para a continuidade da obra

Em nota oficial, a Secretaria de Saúde informou o rompimento de contrato com a Construtora Formigoni, então responsável pelas obras de construção da Unidade de Pronto Atendimento de Lages (Upa). A conversa ocorreu na tarde desta segunda-feira (25), no gabinete do prefeito Elizeu Mattos.
Todas as partes envolvidas foram ouvidas e a empresa concordou, sem colocar nenhum obstáculo, uma vez que estaria passando por dificuldades e não estava garantindo a celeridade que a administração solicitou ao longo do último ano. Na nota ainda consta que a secretaria dará os demais encaminhamentos legais para a continuidade desta importante obra para o município e toda região serrana.
As obras da UPA iniciaram em 2013 após serem realizadas as readequações do projeto inicial, devido a falhas de planejamento na fundação. Quando a empresa responsável constatou que não havia análise de solo (sondagem), houve a necessidade de trocar o tipo de fundação da área que seria realizada com sapatas, por estacas. Os trabalhos de construção da estrutura foram iniciados em julho de 2013.
A UPA será uma estrutura de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e porta de urgência hospitalar; prestará suporte à área de abrangência da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures). Estará localizada nas imediações do Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera. Dos valores investidos, R$
2 milhões são do Ministério da Saúde e R$ 1.295.218,33 de contrapartida do município.
A área será de 2.185,39 metros quadrados. A Unidade funcionará 24 horas por dia e terá abrangência regional, com atendimento de média complexidade, intermediário entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e porta de urgência hospitalar. Oferecerá atendimentos com uma série de serviços médicos e compõe a rede organizada por pediatria, ortopedia, atendimento em odontologia e salas de observação tanto pediátrico, como adulto, entre diversas outras assistências.

Legenda: A UPA será uma estrutura de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e porta de urgência hospitalar. (Foto: Sandro Scheuermann/arquivo) 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário