segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Produtores são informados sobre o processo de aquisição de alimentos da merenda escolar ________________________

Em reunião na manhã desta segunda-feira (16), na Biblioteca Pública Municipal de Lages, representantes das Secretarias da Agricultura e da Pesca e da Educação, produtores rurais vinculados ao Programa da Agricultura Familiar, entre outras pessoas, trataram dos procedimentos de aquisição de produtos para a merenda escolar, visando atender os mais de 15 mil alunos da rede municipal de ensino durante o ano de 2017. O problema é que as compras diretamente dos produtores não poderão ser feitas em fevereiro. A explicação é que o edital deveria ter sido lançado ainda no ano passado, e como não foi e não se sabe a razão, o processo teve início somente agora. O trâmitedeve durar cerca de 20 dias. Sendo assim, a primeira compra dos produtos da Agricultura Familiar, só deverá ser feita em meados de março. Por determinação do prefeito AntonioCeron, todo o processo precisa seguir os trâmites legais.
Mais de 30 produtores que são fornecedores de alimentos participaram da reunião, e todos tiveram oportunidade de questionar e tirarem as dúvidas; até mesmo sobre a manutenção das estradas, e o que devem fazer com os alimentos que já estão ao ponto de colheita em fevereiro. Nesse caso, para não prejudicar inteiramente os produtores, surgiu a ideia de a Secretaria Municipal da Agricultara de da Pesca realizar algumas feiras para a venda dos alimentos, dando toda a estrutura e a divulgação. A proposta foi muito bem recebida. Por outro lado, ficou bem claro que o Município, através dos setores responsáveis quer manter a parceria; e melhorar ainda mais a relação com os produtores, e se possível, aumentar o número de itens comercializados e utilizados na confecção da merenda escolar.
Esta foi a primeira chamada aos produtores, exatamente para os esclarecimentos da situação, inclusive, sobre a dívida com eles e que não foi paga em 2016, e que os procedimentos para por em dia já estão sendo avaliados. A novidade apresentada pelo diretor de Pesca e Agricultura, Nelson Bereta, é a possibilidade de também ser trabalhada na Agricultura Familiar a produção de peixes, visando abastecer a indústria de processamento de Lages, que está se habilitando para exportar seus produtos, e que carece de matéria-prima. Por fim, os produtores informaram o que plantam e quanto poderão entregar, de acordo com o novo cronograma repassado a eles. Além disso, foi informado que as crianças não ficarão sem merenda no mês de fevereiro. A compra dos produtos básicos será feita de forma emergencial, com dispensa se licitação, ou a partir da melhor maneira a ser definida.
Fotos: Greik Pacheco


 


Outras informações acesse o site:

http://www.lages.sc.gov.br
Prefeitura de Lages

Nenhum comentário:

Postar um comentário