quarta-feira, 15 de março de 2017

Gerente de Expansão da Infraero se reúne com diretores da ACIL

Gerente de Expansão da Infraero se reúne com diretores da ACIL

O Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto foi idealizado há cerca de 20 anos, uma tentativa de sanar a falta de voos regulares até os grandes centros. A conclusão deste aeroporto parece estar próxima.

Na tarde desta terça feira, 14/3, diretores da ACIL receberam Huelinton Rodrigo Wenceslau, gerente de Expansão de Infraestrutura da Infraero Aeroportos, uma empresa pública responsável pela administração dos principais aeroportos do país. Segundo Wenceslau, uma comitiva da Infraero veio a Correia Pinto, a convite do Governo do Estado, para realizar uma análise da viabilidade econômica e técnica para operação do Aeroporto Regional em Correia Pinto.

Os empresários apoiam a operação do Aeroporto Regional, mas demonstraram preocupação com relação a transferência dos voos de Lages para Correia Pinto. “Apesar do horário do voo não nos permitir um bate volta, temos voos confiáveis. Tememos a transferência para Correia Pinto e a falta de instrumentos que garantam os pousos e decolagens inviabilize os voos”, ponderou Anderson de Souza. O gerente de Expansão da Infraero explicou que a homologação será para operação visual, mas isto não impede que sejam utilizados instrumentos quando necessário. “Caso a Infraero venha a fazer o convênio com o Governo do Estado, tem condições de realizar a melhora de equipamentos”, declarou Wenceslau.

Com relação ao que falta ser concluído para que o aeroporto possa operar, o representante da Infraero informou é necessário definir quem será o responsável pela conclusão, se o Governo do Estado, a União ou a Infraero. Segundo ele, faltam apenas 10% da obra para ficar pronto e acredita ser possível concluir, com folga, em 3 meses.
Sadi Montemezzo, ressaltou o apoio da entidade. “A ACIL é parceira, estamos a disposição para auxiliar no que for necessário. Acreditamos que há demanda para este aeroporto e que se houver mais voos diários poderemos desenvolver outros setores da economia serrana”, finalizou o presidente da ACIL.

Estavam presentes o presidente da ACIL, Sadi Montemezzo, o vice presidente Juliano Chiodelli, o executivo da entidade Alberto Engel, os membros da Comissão Pró Voo Regional, Anderson de Souza, Celso Arcanjo Rosa, Antonio Wiggers e Celso Marcolin e o representante da Amures, Oneris Lopes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário