domingo, 28 de maio de 2017

Defesa Civil alerta: situação ainda é de alto risco

A água dos rios não tem muita vazão e o refluxo pode causar inundação nas partes baixas da cidade

A Defesa Civil está com o plano de contingência funcionando em alerta máximo, a partir de comunicação do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos de Desastres (Cenad). O alerta que em princípio vale para até às 17 horas deste domingo (28), se deve à preocupação com os movimentos de massa, ou seja, possíveis deslizamentos em solo encharcado. Nesse caso, a atenção recai a alguns bairros como o Beatriz, Morro Grande e Ipiranga e adjacências. Além disso, há o perigo de refluxo com a retenção da água do rio Carahá, que poderá ocasionar inundações nas partes baixas da cidade, especialmente da ponte da Av. Dom Pedro em direção ao Caça e Tiro.
O prefeito Antonio Ceron, juntamente com o vice, Juliano Polese e o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô, se reuniu com os técnicos da Defesa Civil na manhã deste domingo, para tomar pé de toda a situação. Na ocasião, foi informado que a situação até agora está sob controle, e que, caso seja necessário, já estão prontos três abrigos emergenciais dotados de toda a estrutura, desde cozinhas e suporte de assistentes sociais. O prefeito também soube que a Secretaria de Planejamento e Obras, está prestando apoio com o uso de máquinas, na desobstrução de valas, entre outros serviços.
De acordo com o Executivo da Defesa Civil em Lages, Jean Felipe Silva de Souza, a precipitação diminuiu em 3 mm por hora. Porém, informa que é para a comunidade estar preparada; atenta às informações, e se preciso comunicar o órgão responsável. Um dos motivos que gera preocupação é o acúmulo de chuva na região do município de Painel, que influencia em Lages. O rio Carahá, por exemplo, já está transbordando em alguns pontos, e pode subir muito, como já está ocorrendo no bairro do Novo Milenio. “Quando a água do Carahá fica parada e não escorre mais, é sinal de que a situação não vai ficar boa. Pode haver inundação”, alerta o Jean.

Telefones da Defesa Civil:
Plantão 98406 4037 – 3222 9661 e 199.

Ascom PML

Nenhum comentário:

Postar um comentário