sexta-feira, 12 de maio de 2017

Manutenção de programas voltados à terceira idade é solicitada na Câmara


A moção legislativa 100/2017, apresentada na sessão de terça-feira (9), solicita ao Executivo Municipal a continuidade dos programas voltados aos idosos. A autoria da matéria é do vereador José Amarildo Farias (PT), que reivindica a manutenção de serviços que já vinham sendo desenvolvidos no passado e envolviam atividades de convivência, cultura, lazer, recreação, artesanato, entre outras.
Segundo o autor do documento, é essencial a manutenção desses serviços, pois auxiliam no processo de envelhecimento saudável, através da convivência social e comunitária, do fortalecimento de vínculos e da prevenção de riscos sociais. "No final de 2016 existiam 20 grupos de idosos que, com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, reuniam-se semanalmente para realização de diversas atividades", lembra o vereador.
Outra preocupação exposta na matéria é referente a exoneração dos profissionais de educação física, os quais desenvolviam atividades coletivas nos grupos de idosos do Programa Vida Ativa e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). "Solicitamos ao município a contratação de profissionais dessa e de outras áreas, visando ampliar a oferta de serviços aos idosos em todos os bairros e nos Cras", requer Amarildo.
A Câmara Municipal aprovou por unanimidade a manifestação apresentada e encaminhará as recomendações ao prefeito Antonio Ceron (PSD), que através da secretaria competente, poderá viabilizar os benefícios apresentados na matéria para a comunidade. "O Estatuto do Idoso, no artigo terceiro da Lei 10.741/2013, estabelece que é obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do poder público a efetivação dos direitos dos idosos, com absoluta prioridade", finaliza o autor da proposta. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário