terça-feira, 30 de maio de 2017

Vandalismo destrói lixeiras e placas de trânsito


 
Mais de 200 lixeiras já foram destruídas de janeiro a maio deste ano, em Lages
 
O vandalismo de tempos em tempos emerge nas brumas das noites lageanas, deixando às claras a ação de mentes desocupadas e, provavelmente, turbinadas pelo ódio ao patrimônio público. Somente no final de semana, como se não tivesse sido pouca a destruição causada pelo vendaval que até ponto de ônibus levou pela frente, cerca de dez lixeiras foram quebradas ao longo das Ruas Frei Gabriel e Lauro Müller.
A depredação também teve como alvo placas de trânsito, arrancadas, amassadas, entortadas, muitas delas com a base de sustentação, de concreto, quebrada. Até caixa de inspeção de eletricidade, instalada sobre a calçada, apresenta-se avariada, como aquela localizada na esquina das Ruas Lauro Müller e Coronel Córdova.
Segundo levantamento da Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos, já passam de 200 as lixeiras plásticas azuis destruídas pelo vandalismo, nestes primeiros cinco meses de 2017.
O secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô, lamenta o fato e lembra que quem quebra uma lixeira está destruindo o patrimônio que é de todos. “Preservar e zelar, neste caso, são palavras de ordem, para que tais equipamentos não venham a fazer falta”, fala o secretário.
 
Fotos: Ary Barbosa de Jesus Filho
______________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário