quinta-feira, 8 de junho de 2017

Ações do Maio Amarelo superam as expectativas em Lages

No dia 1º de junho aconteceu na Câmara de Vereadores de Lages a sessão devolutiva sobre as ações realizadas durante o Maio Amarelo, de conscientização no trânsito. A reunião foi proposta pela presidente do Legislativo, Aida Hoffer (PSD). “Agradeço a todos os envolvidos pela participação e colaboração e tenho certeza que quem participa do Maio Amarelo não esquece jamais, vai se lembrar da atenção necessária no trânsito. É um mês de campanha educativa, mas que vai se estender no nosso dia-a-dia por todo o ano”, disse.
Gerente do Sest-Senat, Renato Macedo contou que uma série de atividades foi desenvolvida a partir de três pilares: a conscientização do motorista atual, na qual foram feitas oito blitzen educativas nas rodovias federais, estaduais e em Lages, treinamentos e palestras em 11 empresas e distribuição de panfletos educativos; na educação do motorista do futuro, a qual foi visitada 22 escolas na região; e na divulgação institucional do Maio Amarelo, com ações alusivas a importância da consciência no trânsito.
“Com todas estas atividades, alcançamos ao final de maio um público de 24.617 pessoas, ficando 17% acima do objetivo traçado e um acréscimo de 23% em relação a 2016. Um resultado acima do esperado”, ressaltou Macedo, que agradeceu o apoio da Câmara, da Diretran e da Polícia Rodoviária Federal, além de outras 33 entidades parceiras no movimento.
 
Número de vítimas caiu nas estradas, no entanto, subiu o de acidentes
 
Chefe da 5ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal, Carlos Magno da Cruz Junior falou que a união de esforços e o trabalho em conjunto são o caminho a ser seguido para trazer resultados práticos para toda a sociedade. “Fiz um comparativo do Maio Amarelo do ano passado para este para ter uma resposta sobre o que tem sido feito. Em maio de 2016 houve três acidentes com vítimas, sendo quatro óbitos, mas neste ano não houve nenhuma morte no trânsito em nossas rodovias federais, uma redução de 100%. Aí que a gente vê que a união das pessoas, com a vaidade de lado, nós conseguimos atingir este objetivo”.
            Magno contou que foram executados mais de 600 testes de etilômetro (também conhecido como bafômetro), mais de dois mil veículos fiscalizados, 101 veículos retidos para regularização, além da fiscalização detalhada em mais de 150 caminhões, conseguindo reduzir em 83% o número de vítimas fatais, sendo o nosso trecho o mais seguro em toda a rodovia concessionada, de Curitiba até a divisa com o Rio Grande do Sul. “Vamos amarelar todo o ano para que esta mesma força, vontade e ímpeto se estendam para os 365 dias e nesta década de consciência no trânsito”, concluiu.
            Diretora de Trânsito em Lages, Soraya Ramos Figueiredo comentou sobre as iniciativas desenvolvidas em 14 escolas pela Diretran, além de blitzen de conscientização e as pistas educativas no Calçadão, Angeloni e no Lages Garden Shopping, que atingiram um grande número de adultos e crianças. Também evidenciou o Balada Pela Vida, uma iniciativa que percorreu os bares da cidade, com panfletos e abordagens. “Não temos como fazer um trânsito melhor trabalhando sozinho, por isso a necessidade da união de todos para este objetivo”, destaca Figueiredo.
            Comandante da 2ª Região da Polícia Militar, coronel Dionisio Tonet relatou que a PM fez diversas ações em Lages e na região, no entanto, apesar dos esforços ele frisou que de janeiro a maio de 2016 foram 761 casos de acidentes atendidos pela Polícia Militar, enquanto no mesmo período deste ano o número cresceu para 950 acidentes, um acréscimo de 18%. “Importante que a gente vá além desta preocupação do mês de maio para com o trânsito, que a capacitação desde a mais tenra idade, em nossas escolas, seja uma preocupação de todos, mas também para cada um de nós que é motorista. Que possamos ver nosso volante amarelo, para que a redução dos acidentes de trânsito e das mortes seja uma constante, mais responsáveis pela condução de um trânsito seguro em nossa cidade”.
Chefe da 8ª Região da Ciretran, Leila Aparecida Schmitz disse que o Maio Amarelo teve como foco uma ação coordenada visando a segurança no trânsito, principalmente evitando o uso do celular no volante. “Todas estas ações são válidas, pois a conscientização precisa ser provocada todos os dias do ano, tanto pela mídia, quanto pelas ações desenvolvidas pelos órgãos executivos do trânsito, da sociedade e entidades que fizeram um trabalho exemplar neste mês de maio. Parabéns a todos que participaram das ações do Maio Amarelo unidos por um trânsito mais seguro”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário