Rádio Gazeta On line

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Colombo e Ceron lançam novidades pra Lages

Governador Colombo e prefeito Ceron lançam novidades em solenidade no Marajoara


No hall de notícias, a empresa Berneck, assinatura de convênio para revitalização do Centro e entrega da ordem de serviço para construção do Centro Dia do Idoso

Neste começo de ano nada melhor para uma cidade do que notícias propulsoras do seu desenvolvimento econômico, índices de empregabilidade e da qualidade de vida de sua gente. As novidades foram compartilhadas pelo governador Raimundo Colombo e pelo prefeito Antonio Ceron na noite desta terça-feira (6 de fevereiro) em cerimônia realizada no Teatro Municipal Marajoara, com a presença de demais autoridades municipais e estaduais, e comunidade.
O lançamento da intenção da empresa Berneck S.A. Painéis e Serrados em construir sua segunda unidade catarinense em solo lageano movimentou o município. A Berneck é paranaense e especializada na fabricação de madeira MDP, MDF e HDF. O Protocolo de Intenções, documento que menciona as responsabilidades de cada parte envolvida (Município, Estado e empresa), foi assinado na noite desta terça. A empresa terá até 30 meses para efetivar sua instalação a partir do início da execução do projeto. O proprietário da empresa, Gilson Berneck, bem como o diretor administrativo-financeiro, Reni Júnior, estiveram presentes, além do vice-prefeito Juliano Polese; secretário Executivo de Estado de Supervisão de Recursos Desvinculados/Casa Civil, Celso Calcagnotto; de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, e de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin; secretário-executivo da ADR, João Alberto Duarte e de membros da prefeitura, Semasa e Celesc.

R$ 800 milhões de investimento e 550 postos de trabalho

O investimento será de R$ 800 milhões na instalação do empreendimento. Deverão ser abertas 550 vagas diretas de emprego na primeira fase de implantação. “Este foi um projeto iniciado há dois anos. Na época, devido ao cenário econômico nacional fragilizado pela crise, o início foi protelado. Em março de 2017 participamos de uma reunião com a direção em Curitiba, quando tratamos da retomada do projeto e hoje marcamos um avanço nas conversações”, pontua o prefeito Antonio Ceron, lembrando a importância agregada do projeto. “Por se tratar de um segmento que valoriza a riqueza da região, o reflorestamento de pinus. Uma cadeia de serviços será beneficiada, como plantio, desbaste e transporte dos produtos. A contratação de mão de obra e a valorização do capital humano são mais dimensionados do que somente o movimento econômico e o retorno e ICMS. A família lageana recebe a Berneck de braços abertos.”
O governador Raimundo Colombo lembrou a trajetória da família Berneck no Estado. “O senhor Gilson construiu um exemplo de trabalho, foi visionário na criação de oportunidades para o desenvolvimento, motivação salarial digna, proporciona chances de as pessoas viverem bem e com qualidade, desenvolver um projeto de vida. Chega para valorizar o principal vetor da nossa economia na Serra. Santa Catarina tem muito para comemorar. Foi o último Estado a infelizmente entrar na crise e está sendo o primeiro a sair. Temos resultados espetaculares.”
A empresa Berneck já conta com uma fábrica em Curitibanos, erguida em 2011. “Onde são quase 900 empregos e haverá expansão da estrutura. Viemos para cá para trabalhar e contamos com todos para obtermos sucesso”, enfatiza Gilson Berneck.
Sobre a implantação da unidade em Lages, o Governo do Estado assegurou recursos na ordem de R$ 3,3 milhões para aquisição de terreno por parte do Município. Por sua vez, após a desapropriação, o Município abrirá uma chamada pública de empresas com interesse na área para credenciamento, em conformidade com a legislação. A prefeitura deverá criar uma área industrial para tal fim. Ou seja, aBerneck deverá participar rigorosamente do trâmite juntamente a outros empreendimentos.

Como será?

A nova fábrica será voltada para a fabricação de painéis em MDP e HDF, de serrados de pinus, além da instalação uma unidade de co-geração de energia elétrica. A Berneck conta com uma unidade industrial em Curitibanos e em Brasnorte (MT), além da matriz em Araucária (PR).
É uma empresa brasileira com 65 anos de fundação. Especializada em painéis MDP, MDF e HDF, além de pinus e teca serrados, possui plantas industriais com altíssima capacidade de produção e tecnologia de ponta. Todos os seus produtos são provenientes de florestas plantadas e destinados à indústria de móveis, construção civil, automotiva, eletrônica, e embalagens, entre outras, no Brasil e no exterior. Sua certificações demonstram o êxito através de práticas de gestão socioambiental em toda cadeia.

R$ 15 milhões para a revitalização do Centro

Um segundo assunto da noite foi a assinatura do convênio para revitalização do centro de Lages. O Governo do Estado garantiu recursos na ordem de R$ 15 milhões, via Fundo Social, programa do Governo do Estado. O projeto seria executado através de financiamento junto ao Banco do Brasil. Contudo, para facilitar o trâmite, o Estado fará os investimentos. A questão das obras já está em processo de licitação (elaboração de edital), sendo que o certame será providenciado com o propósito de ser lançado ainda este mês.
A demanda de doação do terreno do antigo Colégio Aristiliano Ramos, pelo Governo ao Município, está encaminhada. O serviço de demolição do antigo prédio, feito em dezembro, foi custeado pelo governo estadual ao valor de R$ 146 mil. A retirada dos postes físicos de iluminação pública já foi iniciada.
O projeto de revitalização da área central de Lages prevê a remodelação da praça João Costa e ruas adjacentes e substituição da fiação elétrica aérea pela subterrânea. É dotado de uma concepção moderna com referências a projetos executados na Europa, em que os espaços privilegiam a convivência entre as pessoas com acessibilidade em prol da mobilidade urbana consciente, mais saudável e harmoniosa. Ao longo do tempo, mudanças sugeridas por empresários foram incorporadas ao projeto, como a implantação de maior número de vagas de estacionamento, de banheiros e de uma estrutura exclusiva para a Polícia Militar. Os passeios públicos serão modificados e o asfalto substituído por paver. Haverá equipamentos permanentes nas praças, como bicicletários, palco de apresentações, além de drenagem pluvial e cabeamento elétrico subterrâneo.

Centro Dia do Idoso

Na ocasião, o ato oficial de assinaturas foi composto pela entrega da ordem de serviço e contrato para construção do Centro Dia do Idoso, à empresa Construtora Faon, de Curitiba. O edital de licitação de contratação da empresa foi lançado pelo Governo do Estado no começo de dezembro. O investimento será de R$ 1 milhão. Os recursos são provenientes do Pacto por Santa Catarina, financiados pelo BNDES. O Centro Dia estará sob os cuidados da Secretaria da Assistência Social e Habitação, cujos trabalhos são supervisionados pelo secretário Samuel Ramos.
Este equipamento de assistência social será edificado no bairro Centenário, em área anexa ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras II), ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas II) e à Unidade Básica de Saúde (UBS). Portanto, estará inserido em um complexo de serviços já existente.
A estrutura terá 749,58 metros quadrados de área construída com diversos ambientes para a realização das atividades de interação, integração e atendimento técnico para 50 idosos, como cancha de bocha, sala de jogos, cozinha, banheiros, vestiários com acessibilidade e sistema para captação de energia solar. O público-alvo será composto por idosos com idade igual ou superior a 60 anos semi-dependentes de ajuda para desempenhar atividades como de alimentação, mobilidade e higiene. O Centro Dia funcionará de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e aos finais de semana serão realizadas atividades especiais, intergeracionais, palestras, oficinas de novas habilidades, entre outras.
Contará com uma equipe técnica formada para atendimento aos idosos com grau de dependência de natureza física e cognitiva controlada, sem condições de permanecer sozinhos em seus domicílios, com necessidade de cuidados assistenciais e de saúde, com violações de direitos, extrema pobreza ou vulnerabilidade social. O diferencial será o trabalho estendido às famílias dos idosos, na busca do fortalecimento de vínculos. No cronograma do Governo do Estado está prevista a construção de cinco Centros Dia do Idoso em Santa Catarina. Lages foi a segunda cidade contemplada no pacote de obras, depois de Içara, no Sul do Estado.

O que Lages já faz pelos idosos

Em outubro foi inaugurado o Centro de Convivência do Idoso, no bairro Várzea, se diferenciando do Centro-Dia, pois realiza um trabalho de prevenção à quebra de direitos dos idosos. No Centro de Convivência são oferecidas atividades gratuitamente pela Secretaria da Assistência Social e Habitação, em parceria com as secretarias da Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Agricultura e Pesca, e Fundação Cultural.

Entre os trabalhos desenvolvidos estão contação de histórias, aulas de pintura e desenho, xadrez, danças, canto, trabalhos manuais, curso de cabeleireiro e de maquiagem, artesanato, ginástica (Programa Vida Ativa), horta comunitária do Projeto Colheita Feliz, atendimento médico e fisioterapia, em parceria com as universidades. A capacidade de atendimento é para 500 idosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário