segunda-feira, 8 de abril de 2019

UCS: Hospital Geral oferece procedimento inovador no tratamento do Câncer de Mama

O exame, denominado Detecção do Linfonodo Sentinela pelo Gama Probe, será ofertado às pacientes da UNACON com indicação, e permite cirurgias menos agressivas.

    Foto: Divulgação



A área de Onco-Mastologia do Hospital Geral de Caxias do Sul oferece um novo serviço contribuindo para o diagnóstico de câncer de mama. O exame, denominado Detecção do Linfonodo Sentinela pelo Gama Probe, será ofertado às pacientes da UNACON com indicação, e permite cirurgias menos agressivas. O HG é o primeiro hospital da Serra Gaúcha a ter essa tecnologia disponível para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conforme o médico mastologista do HG e idealizador do projeto, especialista em Reconstrução Mamária, Maximiliano Cassilha Kneubil, a tecnologia é indicada a pacientes com câncer de mama para a pesquisa do linfonodo sentinela, ou seja, o primeiro linfonodo que recebe a drenagem linfática da mama. 

"O exame será indicado no Hospital Geral para pacientes com câncer de mama com comprometimento do linfonodo axilar (Estadio N1) que após a realização da quimioterapia neoadjuvante, antes da cirurgia, tenham regressão da doença na axila (estadio N0). Nestes casos, as pacientes serão submetidas a cirurgias mais conservadoras, ou seja, somente a resseção do linfonodo sentinela", explica o médico.

 Anteriormente a esta técnica, as pacientes, com indicação, faziam o exame do linfonodo sentinela com a técnica do corante azul patente, ou eram submetidas ao esvaziamento axilar que consiste na retirada de múltiplos linfonodos ou ínguas da axila comprometida, abordagem cirúrgica associada a maiores chances de dor crônica, limitação motora e inchaço do braço operado (linfedema).

A técnica pioneira de detecção do linfonodo pelo Gama Probe, nestes casos específicos, consiste na dupla marcação com azul patente e com radiofármaco injetados na mama com câncer. Esses marcadores migram para os primeiros linfonodos que recebem a drenagem linfática da mama, auxiliando o cirurgião a ressecar somente os linfonodos sentinelas, uma cirurgia minimamente invasiva e com a mesma segurança oncológica do esvaziamento axilar.

O procedimento de Detecção do Linfonodo Sentinela com Gama Probe é novidade na Serra Gaúcha para pacientes com câncer de mama do SUS. A oferta do procedimento é resultado da parceria do HG com o Centro Regional de Diagnóstico Vero Dellaudo, o qual atua em diversas áreas de diagnóstico por imagem, dentre elas, serviços na especialidade Medicina Nuclear e procedimentos com o Gama-Probe.

A primeira paciente que se enquadra nesta indicação e receberá o exame tem 39 anos e será operada na próxima quinta-feira, dia 11, no Hospital Geral. Esse avanço tecnológico foi viabilizado por meio das ações do Outubro Rosa do ano de 2018 e pelas doações ao Banco de Perucas em parceria com o Grupo de pacientes Amigas de Peito e Alma, Maria Santa Acessórios, Claviê confecções e do Centro Regional de Diagnóstico Vero Dellaudo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário