terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Lages terá Núcleo de Justiça Comunitária em 2014

“Problemas ligados às relações familiares e entre vizinhos são cada vez mais frequentes, com número elevado de conflitos. Torna-se evidente a necessidade da implantação do Núcleo, fomentando a cultura da mediação.” Paulo Dellajustina
 
No início do ano que vem será implantado um Núcleo de Justiça Comunitária, que atenderá o bairro Centenário e adjacências. O projeto foi uma solicitação do secretário de Segurança e Ordem Pública, Paulo Dellajustina, encaminhado pelo setor de convênios da Secretaria de Planejamento. O recurso, no valor de R$ 387 mil, está aprovado e empenhado no Ministério da Justiça, sendo R$ 37 mil contrapartida do município.
O objetivo do Núcleo é contribuir com a democratização do acesso à justiça, por meio de mobilização e capacitação de agentes comunitários em mediação de conflitos, animação de redes sociais, educação para os direitos, contratação de equipes multidisciplinares como advogados, psicólogos e assistentes sociais, aquisição de equipamentos e adequações de espaços físicos conforme as diretrizes do Programa Justiça Comunitária.
O atendimento abrangerá mais de 16 mil pessoas. Além do bairro Centenário estão no cronograma a comunidade do Morro Grande, Vila Nova, Santo Antonio, São Luiz, Santa Catarina, Araucária, Santa Clara, Cruz de Malta, Triângulo, Santa Helena e os loteamentos Amandio, Letti, Preá, Maria Angélica, Golin e o Novo Milênio.
 
A maioria dos moradores dos bairros selecionados possuem baixa renda, enquadrando-se em situação de carência extrema e alto grau de vulnerabilidade. “Devido a estes fatores, problemas ligados às relações familiares e entre os moradores locais são cada vez mais frequentes, ensejando assim a existência de um número elevado de conflitos. Torna-se evidente a necessidade de implantação de um núcleo de justiça comunitária, fomentando a cultura da mediação”, afirma Dellajustina.
Serão estabelecidos contatos e parcerias com redes de proteção compostas por Departamento de Defensoria Pública de Lages, delegacias de polícia, agentes de trânsito, Ministério Público, Conselho Tutelar, Juizados de Família, Infância e Juventude, entre outros órgãos. “Com a implantação do Núcleo estaremos contribuindo para a formação de cidadãos críticos, responsáveis e conscientes de seu papel na sociedade e para prevenção da violência e promoção da cultura da paz, envolvendo principalmente familiares e vizinhos”, diz o secretário executivo de convênios, Sérgio Gomes de Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário