sexta-feira, 28 de junho de 2019

Incêndio atinge Hospital do Coração na Zona Sul de São Paulo; veja vídeo

O fogo atingiu o sistema de refrigeração na área externa do hospital. Não há informações sobre vítimas.


📷Foto: Diego Ramalho/Globo.com


Um incêndio atinge o andar superior do Hospital do Coração, no Paraíso, Zona Sul de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (28). As chamas podem ser vistas à distância.

📷Foto: GloboNews/Reprodução

O fogo atingiu o sistema de refrigeração na área externa do hospital. Os Bombeiros enviaram 18 viaturas e rapidamente controlaram o incêndio. Não há informações sobre vítimas.


Fonte: Globo.com

Recadastramento de sepulturas está sendo realizado no Cemitério da Penha

O horário de atendimento, para o recadastramento, é das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, diretamente no Cemitério da Penha, ou das 13 às 19 horas na Secretaria do Meio Ambiente, sito à rua Germiniano Cordeiro, 202, bairro Coral

📷Fotos: Prefeitura de Lages / Divulgação

O recadastramento das sepulturas dos cemitérios municipais, aqueles localizados no perímetro urbano de Lages, iniciou no dia 24 de junho e prosseguirá até o mês de dezembro. Nos primeiros 60 dias serão recadastradas as sepulturas existentes no Cemitério Nossa Senhora da Penha, localizado no bairro de mesmo nome, e a partir deste período de tempo será iniciado o recadastramento referente ao Cemitério Cruz das Almas.
A Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente também já está fazendo o cadastro oficial das sepulturas existentes no Cemitério Vertical da Paz, situado no bairro Guarujá, este em processo de transformação em cemitério municipal, por conta de negociação firmada entre a Prefeitura de Lages e os antigos proprietários legais.


O horário de atendimento, para o recadastramento, é das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, diretamente no Cemitério da Penha, ou das 13 às 19 horas na Secretaria do Meio Ambiente, sito à rua Germiniano Cordeiro, 202, bairro Coral.
Os documentos que deverão ser apresentados são os seguintes: Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência atualizada e os telefones do responsável, o título de concessão perpétua ou a escritura e óbitos dos sepultados.
A gerente administrativa dos cemitérios municipais, Isabel Cristina Stank, explica que após o prazo do cadastramento, que será até dezembro, iniciado pelo cemitério da Penha e depois pelo Cruz das Almas, será publicada lista das sepulturas que poderão ser reutilizadas para o atendimento da demanda de novos sepultamentos. De qualquer forma, haverá tempo para que as pessoas responsáveis pelas sepulturas possam regularizar o título de concessão perpétua.

“As sepulturas sem a lápide (identificando o falecido), e já com a construção da carneira, serão listadas para posterior publicação em jornal, com o objetivo de comunicar os responsáveis sobre a possibilidade de haver a retomada da posse do lote do cemitério pela municipalidade. Haverá um tempo para que haja a regularização de acordo com o que determina o Código de Posturas do Município”, afirma a gerente.
Isabel esclarece que aquelas pessoas responsáveis pelos trabalhos de conservação e limpeza das sepulturas, deverão apresentar autorização registrada em cartório.
Desde segunda-feira, 24 de junho, já foram recadastradas 548 sepulturas (lotes, gavetas e jazigos).
Levantamento
O secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Eroni Delfes Rodrigues, disse que com base nos dados do último cadastramento, realizado em 2008, existem no Cemitério Municipal Nossa Senhora da Penha, 8.914 sepulturas. “Durante a realização do novo cadastro, é solicitado aos responsáveis a fixação das lápides dos falecidos. São normas que seguem o artigo n° 162 da Lei 134/1963 do Código de Posturas do Município”, fala Delfes.
A meta da Prefeitura, com o novo recadastramento, é implantar sistema computadorizado de identificação das sepulturas, de forma rápida e precisa, a partir do número de cada quadra dos cemitérios ou simplesmente digitando o nome do falecido.


Prefeitura de Lages 

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 termina nesta sexta-feira

📷Foto: Divulgação

Os trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) têm esta sexta-feira (28) para sacar o Abono Salarial do calendário 2018/2019. Os valores vão de R$ 84 até R$ 998, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano-base 2017.
De acordo com a Caixa, os benefícios, que totalizam R$ 16,9 bilhões, foram liberados de forma escalonada para 22,5 milhões de beneficiários, conforme o mês de nascimento, e agora estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês. Até maio, o banco pagou R$ 15,6 bilhões a 20,6 milhões trabalhadores.
O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site do banco ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone: 0800 726 0207.
Pode a sacar o abono o trabalhador inscrito no PIS ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.
“Os titulares de conta individual na Caixa com cadastro atualizado e movimentação na conta, podem ter recebido crédito automático antecipado. Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou ir aos terminais de autoatendimento da Caixa para receber o abono", informou o banco.
Segundo a Caixa, caso o beneficiário não tenha o Cartão do Cidadão ou não tenha recebido automaticamente em conta, ele pode retirar o valor em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento oficial de identificação.
O trabalhador em empresa pública, com inscrição no Pasep, recebe o pagamento do abono pelo Banco do Brasil.

Agência Brasil

Judiciário participa de audiência pública da Alesc e debate sobre violência contra mulher em Lages


📷Foto: Taina Borges

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) está fazendo série de audiências públicas pelo Estado para tratar da violência contra mulher. Nesta quinta-feira (27), o juiz Alexandre Takaschima, titular da 2ª Vara Criminal da comarca de Lages, representou o Tribunal de Justiça e a desembargadora Salete Sommariva, coordenadora da Execução Penal e da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, no debate sobre o tema. Os seis encontros regionais buscam um intercâmbio de ações preventivas desenvolvidas com o intuído de integrar as iniciativas. A reunião ocorreu na Câmara de Vereadores com a participação de representantes das forças de segurança, poder público Municipal e Judiciário.
O estado catarinense é um dos mais violentos da Federação para as mulheres. Neste ano, em média, uma mulher por semana foi vítima de feminicídio. Lages já amargou o ranking de cidade mais violenta em Santa Catarina. Para combater a triste estatística, o Município criou a Secretaria de Política para a Mulher, única no território barriga verde. "A violência doméstica é um dos assuntos levados para dentro das escolas", disse o prefeito Antonio Ceron.
O juiz Alexandre Takaschima falou sobre o projeto-piloto da justiça restaurativa, que ocorre em Lages com grupos de reflexão sobre violência doméstica e contra mulher. Além disso, o magistrado abordou a preocupação do Judiciário em oferecer espaços adequados para o atendimento das vítimas e os agressores. "O tema já está na pauta do TJ. Certamente esbarramos na questão orçamentária. Sempre é possível fazer ter esse olhar crítico para que nossa instituição não seja revitimizadora dessas mulheres".  
Outra sugestão do juiz foi a automatizar a informação sobre as medidas protetivas para toda a rede, como ocorre no banco nacional de mandados de prisão e outros sistemas, por exemplo. "Hoje ocorre tudo de forma manual. Comunico individualmente a Secretaria da Mulher, Rede Catarina e outros órgãos da rede de proteção. Poderíamos avançar bastante com essa melhoria na comunicação".
Mais da metade das prisões preventivas decretadas pela 2ª Vara Criminal são de violência doméstica. "Muitos jovens têm aparecido na unidade porque vem cometendo os mesmos erros de outras gerações. Ainda não foi possível quebrar esse ciclo da violência. Precisamos melhorar o trabalho preventivo. Ações como esta de reunir e trocar experiências certamente irão contribuir para o processo", reforçou.
A proponente da audiência, deputada Marlene Fengler, destacou que os encontros devem resultar num diagnóstico e um mapa da violência contra a mulher no estado. "Precisamos debater sobre o que está sendo feito, o que resta fazer e replicar as boas ações". As audiências públicas ocorreram em Florianópolis, Joinville e Blumenau. As próximas serão em Tubarão e Chapecó.

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Anac concede certificado operacional definitivo ao aeroporto de Lages

O aeroporto pode ser utilizado regularmente por quaisquer aeronaves compatíveis com o código de referência 2C ou inferior. Estão autorizadas também operações especiais da aeronave ATR 72

📷Foto: Prefeitura de Lages  / Divulgação


Uma resolução bastante aguardada foi concluída nesta semana. O superintendente de Infraestrutura Aeroportuária da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Rafael José Botelho Faria, concedeu o Certificado Operacional de Aeroporto, de forma definitiva, à Prefeitura de Lages, operadora do Aeroporto Federal Antônio Correia Pinto. A portaria n°1.828/SAI foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (24 de junho).

A certificação operacional fica condicionada à manutenção pelo operador aeroportuário. O aeroporto pode ser utilizado regularmente por quaisquer aeronaves compatíveis com o código de referência 2C ou inferior. Estão autorizadas também operações especiais da aeronave ATR 72.
Para o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mário Hoeller de Souza, cuja pasta é gestora do aeroporto, juntamente com a empresa responsável, este foi um ganho enorme para a cidade. “Depois de muito trabalho com as adequações necessárias, conseguimos o certificado operacional definitivo, pois antes operávamos com um documento provisório. Mas ainda há muita coisa a ser feita para melhorar cada vez mais”, destaca o secretário.

Prefeitura de Lages 

Atendimento médico estará em 22 localidades do interior no mês de julho

Nas datas do roteiro são oferecidas consultas médicas e de enfermagem, verificação de pressão arterial e teste de glicose

📷Foto: Divulgação

Os atendimentos médicos em comunidades da área rural de Lages serão prestados em 22 localidades entre os dias 1º e 30 de julho, com exceção dos finais de semana. Os pacientes serão consultados nas suas próprias localidades, com exceção dos moradores de Morrinhos, que serão recebidos no dia 19 de julho na Policlínica Municipal Eneo Pacheco de Andrade. Conforme o rodízio de localidades, em julho estará sem atendimento São Sebastião, com assistência no próximo mês.
No momento da consulta, os moradores devem apresentar Cartão SUS e Cartão da Família, se apresentando no local de atendimento pela manhã, até as 10h. Nas datas do roteiro são oferecidas consultas médicas e de enfermagem, verificação de pressão arterial e teste de glicose. Em cada localidade há uma média de 60 pacientes por dia. A enfermeira gestora do Interior é Caroline Dallamico Gugelmin.

Confira o roteiro completo:
DATA
DIA DA SEMANA
LOCALIDADE
ATIVIDADE
 
1º/JULHO
SEGUNDA-FEIRA
MIRANTES
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

02/JULHO
TERÇA-FEIRA
ÍNDIOS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

03/JULHO
QUARTA-FEIRA
SALTO CAVEIRAS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

04/JULHO
QUINTA-FEIRA
MANFRÓI
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

05/JULHO
SEXTA-FEIRA
SÃO JORGE
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

08/JULHO
SEGUNDA-FEIRA
CABO DE LANÇA
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

09/JULHO
TERÇA-FEIRA
POTREIROS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

10/JULHO
QUARTA-FEIRA
CDL
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

11/JULHO
QUINTA- FEIRA
CEDRO ALTO
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

12/JULHO
SEXTA-FEIRA
BODEGÃO
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

15/JULHO
SEGUNDA-FEIRA
MACACOS - UBS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

16/JULHO
TERÇA-FEIRA
CADEADOS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

17/JULHO
QUARTA-FEIRA
SANTA TEREZINHA
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

18/JULHO
QUINTA-FEIRA
ENTRADA DO CAMPO
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

19/JULHO
SEXTA-FEIRA
MORRINHOS
ATEND. MÉDICO EM MORRINHOS SERÁ NA POLICLÍNICA

22/JULHO
SEGUNDA-FEIRA
MACACOS - ESCOLINHA
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

23/JULHO
TERÇA-FEIRA
GRAMADOS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

24/JULHO
QUARTA-FEIRA
FLORESTA
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

25/JULHO
QUINTA-FEIRA
CAJURU
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

26/JULHO
SEXTA-FEIRA
RANCHO DE TÁBUAS
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

29/JULHO
SEGUNDA-FEIRA
SANTA CATARINA
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE

30/JULHO
TERÇA-FEIRA
LAMBEDOR
ATEND. MÉDICO NA LOCALIDADE


Prefeitura desenvolve importantes projetos voltados à Proteção Animal

A Prefeitura desenvolve projeto audacioso, que está tendo repercussão positiva, pois promove a castração de 200 animais por mês, com custo zero

📷Fotos: Marcelo Pakinha e Nathalia Lima

A Prefeitura de Lages, através da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, promove o 2º Mutirão de Castração de Cães e Gatos, nesta quinta-feira (27 de junho) no pátio de estacionamento do 1º Batalhão Ferroviário. A ação teve início às 8 horas, e se estenderá durante à tarde, até enquanto houver interessados em castrarem os animais de estimação.

Este projeto de castração é desenvolvido em parceria com clínica da cidade de São José (SC), a qual disponibiliza equipe de cinco médicos veterinários para a realização dos procedimentos cirúrgicos.

No mês passado, no mesmo local (pátio do 1º BFv) foram castrados 125 animais, sendo 100 castrações gratuitas, patrocinadas com recursos provenientes do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Condema), e outras 25 cirurgias pagas pelos próprios donos dos animais. “Neste segundo mutirão, outras 100 castrações são custeadas pelo Condema, sendo que as inscrições gratuitas foram feitas, previamente, através do programa municipal “Comunidade Melhor”, contemplando moradores dos bairros Santa Mônica, Caroba, Santa Cândida, Boqueirão e Vista Alegre”, informa a assessora de governo, da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Aracelli Hammann.


“Além da parceria com o Condema e o 1º BFv, o Mutirão de Castração de Cães e Gatos, conta com o apoio do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, Meio Ambiente, Atenção à Sanidade dos Produtos de Origem Agropecuária e Segurança Alimentar (Cisama), entidade que elaborou o edital público para a contratação dos serviços veterinários”, fala Ara
celli.

Para o prefeito Antonio Ceron, o Mutirão de Castração “é uma questão pedagógica, na medida em que incentiva às pessoas, especialmente os donos de animais de estimação a terem todos os cuidados necessários ao bem estar dos seus cães e gatos”.



“O projeto da Prefeitura é audacioso, e está tendo repercussão positiva, pois promove a castração de 200 animais por mês, com custo zero, sendo 100 no mutirão e outros 100 no Centro de Zoonoses, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde”, conclui Ceron.


Valor Social
Além do patrocínio de até 100 castrações por mês, com inscrições feitas durante o programa Comunidade Melhor (mutirão se serviços públicos nos bairros), o Mutirão de Castração de Cães e Gatos proporciona cirurgias pagas (valor social).
Para as castrações pagas não há necessidade de cadastro ou inscrição prévia. O atendimento é feito durante a realização do mutirão. Nestes casos, o valor cobrado é diferenciado: para animais com até 15 quilos de peso, o preço é R$ 100,00; acima de 15 até 29 quilos, R$ 150,00 e acima de 30 quilos de peso, o custo é de R$ 200,00 por castração.


Proteção Animal
O titular da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Eroni Delfes, explica que a Prefeitura desenvolve ou participa de importantes projetos na área da Proteção Animal, como por exemplo do projeto “Amigo Carroceiro”, em parceria com o Centro Agroveterinário(CAV) da Udesc. E junto com a Polícia Ambiental, “Sensibilização e Proteção Animal” é o nome do projeto desenvolvido.


“Equipe do Meio Ambiente recolhe equinos utilizados para “tração animal”, levando-os para atendimento no Hospital Veterinário do CAV Udesc. Depois dos cuidados médicos, os animais são reencaminhados às propriedades de seus donos. No caso de constatação de maus tratos, os animais são destinados à adoção”, explica Delfes.


Prefeitura de Lages