quinta-feira, 16 de março de 2017

Comprometimento com a aposentadoria

o conhecimento e a concretização de um sonho. É, sem dúvida, um momento que fica gravado na vida de muitos. Porém, são raros os casos em que desde o início da carreira profissional a aposentadoria começa a ser pensada e, muito menos, as opções para adquirir esse benefício são pesadas.

Planejar o futuro é um modo de garantir dias tranquilos não apenas para si, mas também para toda família. Por isso, cada vez mais a previdência complementar se torna uma alternativa interessante. A expectativa de vida da população cresceu substancialmente ao longo dos últimos anos. Em 1940, por exemplo, a esperança de vida, tanto para homens quanto para mulheres era de 45,5 anos. Atualmente, a média é de 75,5 anos. Sendo que Santa Catarina é o Estado onde as pessoas mais vivem, chegando aos 78,7 anos.

Este cenário mostra duas diferentes necessidades: a primeira delas diz respeito à organização pessoal. A contratação de um plano de previdência complementar é uma realidade para mais de doze milhões de brasileiros que buscam acima de tudo, garantir uma condição financeira mais despreocupada. Outro ponto que necessita ser avaliado é a responsabilidade de quem terá o dever de administrar esses fundos e fazer com que existam recursos suficientes para atender aos aposentados atuais e os que conquistarão o benefício futuramente. Muitas empresas que oferecem esse benefício previdenciário a seus empregados optam pela criação de uma fundação com o objetivo de executar e administrar planos de natureza previdenciária.

Uma iniciativa recente da Fundação Celesc de Seguridade Social - CELOS,  responsável por administrar esses benefícios, apontou uma tendência com a criação de uma Comissão Técnica de Investimentos e Risco. A intenção é propiciar um controle maior da gestão de todos os ativos e da seguridade de cada investimento, garantindo o futuro de quase nove mil participantes em todas as regiões catarinenses. O crescimento do número de brasileiros que buscam uma previdência complementar reforça a necessidade de comprometimento e seriedade das administradoras com respeito e cuidado em cada centavo.

Ademir Zanella – Diretor-presidente da CELOS




Nenhum comentário:

Postar um comentário