quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Prefeito visita ampliação de armazenagem da empresa Idaza


A empresa está ampliando sua capacidade de armazenamento, o que refletirá no aumento do movimento da região, da abertura de novos postos de trabalho e do retorno de tributos via ICMS, reforçando a receita municipal

Um dos grandes empreendimentos de Lages, a Distribuidora de Combustíveis Idaza, localizada na rua Bernardo Gonçalves Küster, bairro São Miguel, recebeu a visita do prefeito Toni Duarte no dia 23 de setembro, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Juliano Chiodelli. As autoridades municipais foram recepcionadas pelo diretor proprietário Enio Pedro Piccini e pelo chefe do pool em Lages, Alaor Abreu.
A agenda do prefeito contempla a classe empresarial do município, demonstrando interesse em valorizar as iniciativas já estabelecidas ou com planejamento de expansão ou instalação. “Principalmente por causa do movimento econômico, geração de empregos e função social, ainda mais neste quadro econômico delicado pelo qual o país está passando”, diz Toni.
A Idaza está ampliando sua capacidade de armazenamento, o que refletirá no aumento do movimento da região, da abertura de novos postos de trabalho e do retorno de tributos aos cofres públicos a partir do incremento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), reforçando a receita municipal.
A capacidade da distribuidora está em 35 milhões de litros mensalmente, chegando a 70 milhões depois de consolidadas as mudanças estruturais. Lages será um dos maiores pools de distribuição de combustíveis de Santa Catarina, igualando-se a mesma capacidade do de Itajaí, o maior do Estado, e de Biguaçu. Desde 2013 a empresa vem ampliando seu sistema de tancagem com o incremento de tanques de 15 metros de altura, com capacidade de dois milhões de litros cada, para estocagem de gasolina, óleo diesel e álcool.
A expansão do mercado atendido (atualmente vai até o Meio-Oeste) contempla o Extremo-Oeste catarinense e o Norte do Rio Grande do Sul. O combustível chega a Lages pela linha férrea. O volume de 15 vagões de trem de descarga de combustíveis por dia está sendo elevado para 45 a partir da ampliação. Dos atuais cem caminhões tanque que trafegam pela Bernardo Küster diariamente, o número passará para 200.
A rua recebeu pavimentação asfáltica recentemente, pois antes era de chão batido. Os investimentos totais da empresa chegarão a R$ 15 milhões, incluindo-se o desvio ferroviário. Novas 30 vagas de emprego serão geradas de forma direta e mais 120 indiretas, entre caminhoneiros e ajudantes. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário